Como Ganhar Dinheiro com Milhas Aéreas

Como Ganhar Dinheiro com Milhas Aéreas

Acumular milhas aéreas é uma ótima maneira para conseguir viajar de forma mais barata. Mas você sabia que é possível também ganhar dinheiro com milhas?

É isso mesmo! Vender milhas é uma boa oportunidade para se ter uma renda extra. E, neste artigo, vamos explicar o passo a passo de como ganhar dinheiro com milhares aéreas.

Recordista em Aprovações

O Que São Milhas Aéreas?

Milhas aéreas são pontos que as companhias aéreas dão para clientes por meio de programas de fidelidade, uso de cartões de crédito, compra de passagens áreas, entre outros meios.

Os pontos (milhas) acumulados podem ser utilizados para comprar produtos em lojas parceiras do programa de fidelidade; pagar assinatura de serviços de streaming; comprar passagens aéreas e pacotes de viagens; pagar corridas em aplicativos de transporte etc.

Qual a Diferença Entre Pontos e Milhas?

Basicamente, a diferença entre milha e ponto é que milha é um termo específico usado para o benefício oferecido por programas de fidelidade (ou programas de milhagem) de companhias aéreas, enquanto ponto é um termo genérico usado por programas de fidelidade em geral.

Atualmente é comum os programas de fidelidade de companhias aéreas também usarem o termo ponto.

O Mercado de Milhas

Para quem quer ganhar dinheiro com a venda milhas, há empresas na internet que compram milhas. Essas empresas funcionam basicamente como um ponte entre quem deseja vender milhas e quem está buscando comprar passagens aéreas mais baratas.

O mercado de milhas vem ganhando cada vez mais adeptos no Brasil, e há pessoas que se dedicam profissionalmente a ele. Essas pessoas são chamada de milheiros, elas atuam acumulando, comprando e vendendo milhas de forma estratégica.

Para você ter uma noção do tamanho desse mercado, vamos citar alguns número referentes ao ano de 2019 fornecidos pela Associação de Empresas do Mercado de Fidelização (ABEMF):

  • Empresas de fidelidade faturaram R$ 3,7 bilhões no primeiro semestre.
  • Ao fim do primeiro semestre, o número de cadastros em programas de fidelidade em todo o Brasil chegou à 132 milhões.
  • Os pontos/milhas emitidos no primeiro semestre foram 149,7 bilhões, um aumento de 9,4% em relação ao primeiro semestre de 2018.
  • O total de pontos/milhas resgatados foi de 129,7 bilhões no primeiro semestre, o que representa um aumento de 10,8% em relação ao primeiro semestre de 2018 (117,0 bilhões resgatados).
  • A taxa de breakage, taxa que mede a quantidade de pontos/milhas expirados, caiu 2,3 pontos percentuais no comparativo anual, alcançando 17,3% no primeiro semestre de 2019.
  • As passagens aéreas foram o principal destino dos pontos/milhas trocados no semestre. 76,7% viraram passagens aéreas, os outros 23,3% foram para produtos e outros serviços.

Esse são os números gerados pela compra e venda de pontos/milhas de programas de fidelidade das principais companhias aéreas do mercado brasileiro. É um mercado que movimenta mais de R$ 500 milhões por ano.

Embora a taxa de breakage tenha caído, bilhões de pontos/milhas ainda são perdidos todos os anos ao expirarem. Isso acontece basicamente por três motivos:

  1. Muitas pessoas esquecem de resgatar seus pontos/milhas.
  2. Outras se lembram de resgatar, mas não conseguiram acumular o suficiente para que o resgate seja viável.
  3. E o terceiro motivo são as pessoas que acumularam pontos/milhas, porém não tem o conhecimento de como usá-los.

Como Acumular Milhas

O primeiro passo para quem quer obter bons resultados nesse mercado é conhecer o máximo possível de meios de acúmulo de milhas/pontos e saber como usá-los de forma mais eficiente.

1. Programas de Fidelidade de Companhias Áreas

Os programas de fidelidade de companhia aéreas permitem acumular milhas/pontos por meio da assinatura de um plano. Nesses programas, os clientes recebem mensalmente milhas, a quantidade varia de acordo com o plano adquirido.

Os assinantes possuem também outros benefícios: acumulo extras de pontos, aceso à sala VIP em aeroportos, upgrade de cabine, check-in e embarque preferencial, entre outros.

Os principais programas de fidelidade de companhias aéreas no Brasil são:

As milhas acumuladas nesses programas de fidelidade podem ser utilizadas para comprar passagens aéreas, pacotes de viagem e produtos em empresas parceiras. E também podem ser vendidas, que é o que vamos explicar adiante.

A escolha de um programa de fidelidade para assinar exige a análise de alguns fatores, sendo os principais: a preferência por qual companhia voar, o preço da assinatura, a quantidade de milhas oferecidas em relação ao preço da assinatura, e os outros benefícios oferecidos.

2. Voos

Mesmo sem ter assinado nenhum programa de fidelidade, você acumula pontos quando viaja pela companhia, a principal diferença é que o assinante de um programa recebe pontos extras.

Se você é uma pessoa que viaja muito de avião, é importante de vez em quando conferir seus pontos no site da companhia, pois os pontos de voos costumam tem uma validade mais curta.

3. Cartões de Crédito e Débito

Muitos cartões de crédito convertem o valor gasto em pontos que podem transferidos para os programas de fidelidade das companhias áreas. Algumas bandeiras de cartão tem até parceira com esses programas de fidelidade.

A pontuação varia para tipo de cartão de crédito, então é importante analisar qual cartão é mais vantajoso para você.

E alguns cartões de débito também acumulam pontos nas compras, um exemplo deles é o Ourocard do Banco do Brasil.

4. Parceiros dos Programas de Fidelidade

Os programas de fidelidade das companhias aéreas tem parceria com algumas lojas online, sites de reservas de hospedagens, redes de postos de combustíveis, locadoras de carros e outras empresas.

Ao comprar nessas empresas parceiras, você ganha pontos que, geralmente, são automaticamente transferidos para os programas de fidelidade das companhias aéreas.

Em alguns casos é preciso solicitar a transferência, como, por exemplo, no caso do Km de Vantagens (programa de fidelidade dos postos Ipiranga).

Essas é uma das melhores forma de acumular pontos, pois em algumas compras é possível ganhar até mais de 5 pontos por real gasto.

5. Promoções de Transferência Pontos

É comum os programas de fidelidade realizarem promoções de transferência de pontos de cartão de crédito.

Nessas promoções, eles dão um percentual extra de pontos em cima do pontos que são transferidos. São percentuais de 30%, 50%, 100% ou até 120%.

Funciona assim: suponha que você tenha 10.000 pontos de um cartão crédito e o programa de fidelidade está com uma promoção que dá 100% de bônus na transferência. Nesse caso, ao transferir seus pontos, você passaria a ter 20.000 pontos.

Os programas de fidelidade avisam sobre essas promoções através de notificações de aplicativos e e-mails, então é importante que você instale os aplicativos e se inscreva parecer os e-mails do programas.

6. Compra de Milhas

É também possível realizar a compra milhas diretamente nos programas de fidelidade das companhias aéreas. Geralmente, essas milhas são vendidas com um bom desconto.

7. Aplicativos

Alguns aplicativos permitem que o usuário acumule pontos para um determinado programa de fidelidade, alguns deles são: Uber, Dot Pet, EasyTaxi, Hearbit, TripAdvisor, PayPal, Mercado Pago etc.

8. Outros Programas de Fidelidade

Algumas outras opções de programas de fidelidade para acumular pontos:

  • Surpreenda MasterCard
  • Nubank Rewards
  • Km de Vantagens (Postos Ipiranga)
  • Ponto pra Você (Banco do Brasil)
  • Esfera (Santander)
  • Itaú (Sempre Presente)
  • Pontos Caixa (Caixa Econômica Federal)
  • Fidelidade Bradesco Cartões

Dicas de Como Acumular Milhas de Forma Eficiente

Além de saber as formas de acumular pontos/milhas é essencial que você busque fazer isso da forma mais eficiente possível para que consiga ter uma maior lucratividade quando for vendê-las.

Algumas dicas de como acumular milhas de forma eficiente:

  1. Veja dentre as opções de cartões de crédito que você pode ter acesso, qual deles dá mais pontos por real dólar gasto.
  2. Prefira usar um cartão de crédito que te dê pontos em vez de um cartão de débito que não dá pontos..
  3. Tente centralizar todos os seus gastos no cartão de crédito que mai dá pontos.
  4. Cadastra-se no programa de fidelidade de uma das companhias áreas, de preferência a que você voe com mais frequência.
  5. Concentre a transferência dos pontos para o programa de fidelidade escolhido.
  6. Busque sempre viajar pela companhia aérea e parceiras internacionais do programa de fidelidade que você se cadastrou.
  7. Sempre que possível faça suas compras em parceiros do programa de fidelidade.
  8. Fique a atento as promoções de transferência de pontos e de compra de milhas.
  9. Fique a atento a validade dos seus pontos, pois eles podem expirar caso você não os utilize.
Aprender como otimizar as oportunidades e acúmulo de milhas é essencial para quem quer se dá bem nesse mercado, e você pode aprender isso com especialistas no Lucrando com Milhas.

Como Vender Milhas 

Como foi dito anteriormente, há empresas na internet que compram as milhas, as principais no mercado brasileiro são:

  • MaxMilhas
  • EloMilhas
  • Hotmilhas
  • BankMilhas
  • Flex Milhas
  • Central Milhas

O processo de venda de milhas varia de empresa para empresa, mas pode ser basicamente divido em três etapas:

1. Cotação

No site das empresas há um formulário onde você deve informar a quantidade de milhas que deseja vender e de qual programa de fidelidade elas são, após preencher o formulário a empresa envia para o seu e-mail o preço atual das milhas, alguns sites já mostram na própria página o valor.

E em alguns sites, como o MaxMilhas, você tem opção de escolher os detalhes da sua oferta, ou seja, você pode definir por qual valor deseja vender suas milhas.

As empresas costumam estipular uma quantidade mínima de milhas para venda, por exemplo, 3.500 mil milhas. E  os valor das milhas variam diariamente.

2. Cadastro

Após ver o valor de suas milhas, faça o castrado no site para gerenciar suas vendas por meio da plataforma. Caso queira, essa etapa do cadastro pode ser feita antes da cotação.

No cadastro serão pedidos alguma dados pessoais e do programa de fidelidade, e dados bancários para que você possa receber os pagamentos pelas vendas.

3. Venda

Tendo ocorrido a venda das milhas, você deve informar em qual conta bancária deseja receber o pagamento.

Na MaxMilhas, por exemplo, o pagamento é feito em até 20 dias corridos após a emissão das passagens, e a transferência é feita apenas para conta bancária cadastrada com o mesmo CPF do titular das milhas.

Vale ressaltar que o negócio dessas empresa consiste em utilizar as milhas adquiridas para emitir passagens aéreas para vender para terceiros.

Dicas para Vender com Segurança e Lucratividade

  1. Antes de se cadastrar em qualquer site de venda de milhas, verifique se a empresa tem uma boa reputação. Você pode fazer isso através do site Reclame Aqui, lendo os comentários de outras pessoas sobre a empresa em redes sociais e pedindo a opinião de quem já usou o serviço.
  2. Procure verificar se a empresa também tem endereço fixo, telefone de contato e CNPJ.
  3. Antes de vender suas milhas, compare a cotação nos principais sites, pois o preço varia de empresa para empresa.
  4. Confira os termos e condições dos principais e as regras do seu programa de fidelidade.
  5. Analise vantagens e desvantagens de cada empresa, leia bem as instruções e a FAQ de cada site.
  6. Lotes a partir de 10 mil milhas são mais fáceis de vender.
  7. Fique atento a validade das milhas, alguns sites não aceitam milhas que estão com menos 2 meses para expirarem.
  8. O valor das milhas oscila durante o ano em função da oferta e demanda. Então, siga a boa e velha regra de comprar na baixa e vender na alta.
  9. Nos meses antes das férias escolares e durante os meses das férias, a demanda por passagens aéreas aumenta, o que consequentemente aumenta a procura por milhas.
  10. Monte um bom sistema de monitoramento, você pode fazer isso com planilhas.

Dúvidas Frequentes

É ilegal vender milhas?

Não. Apesar do mercado de milhas ainda não ser regulamentado no Brasil, a venda de milhas não é ilegal.

Os programas de fidelidade permitem a emissão de passagens aéreas em nome de terceiros, e alguns a transferência das milhas, isso é o que gerar a brecha para as negociações nesse mercado.

Vale a pena vender?

Sim, e é uma ótima forma para se ter uma renda extra, mas lembre-se que é preciso saber agir de forma profissional se quiser ter bons resultados.

Você pode aprender a ser um milheiro profissional no curso Lucrando com Milhas.

E se o seu objetivo é viajar, em algumas situações é possível vender suas milhas e com dinheiro comprar passagens aéreas mais baratas do que comprando com suas próprias milhas, e ainda ter o benefício de acumular novas milhas no programa de fidelidade pela compra das passagens.

Quando vender?

A melhor época para vender milhas são nos meses de férias escolares, pois a demanda por voos aumenta. Nesses meses, os preços das milhas aéreas disparam, favorecendo quem quer vender.

Outra situação para venda é se você não pretende usar suas milhas tão cedo e elas correm o risco de expirarem antes que você as use.

O que determina o valor das milhas?

O valor das milhas pode variar diariamente conforme a oferta e demanda. Alguns fatores que influenciam no valor, são: o programa de fidelidade, a época do ano e quantidade negociada.

Qual a quantidade mínima de milhas que podem ser vendidas?

A maioria dos site já mostram no formulário de cotação a quantidade mínima que pode ser vendida. Geralmente são 3.500 milhas.

É importante observar que quanto maior é número de milhas disponibiliza para venda, maior será a cotação oferecida pela empresa.

Quais cuidados devo tomar antes de vender?

Para você vender suas milhas com o máximo de segurança, algumas dicas são:

  • Certifique-se de que a empresa tem uma boa reputação.
  • Veja se no site há informações como: endereço fixo, telefone e CNPJ.
  • Dê preferência há sites que já são conhecidos pelo público e que possuem um bom atendimento. Você pode conferir isso no Reclame Aqui.
  • Veja a opinião de quem já uso o serviço.

Qual é o prazo mínimo de validade das milhas?

O prazo varia de empresa para empresa, mas, na maioria dos casos, as milhas precisam ter no mínimo 60 dias de validade para serem aceitas.

E a venda entre particulares?

Há grupos em redes sociais de compra e venda de milhas, e isso pode parecer um bom negócio, já que não há uma empresa que vai cobrar uma taxa para intermediar a negociação. Porém, o risco de você cair em algum golpe é bastante alto negociando diretamente com outra pessoa.

Conclusão

Ganhar dinheiro com a venda de milhas já é uma realidade de muitas pessoa. Então, se você já tem cadastro em programas de fidelidade e costuma deixar seus pontos expirarem, talvez seja hora começar a acompanhá-los melhor  e não desperdiçar essa oportunidade de renda extra.

O curso Lucrando com Milhas ensina a operar no mercado de milhas de forma profissional.
Recordista em Aprovações

Deixe um cometário

O seu endereço de e-mail não será publicado.